Website only available to a limited extent
Please enable cookies to use the website in full extent.

A produção de Queijo da Suíça, uma produção tradicionalmente sustentável

A Suíça é conhecida pela beleza das suas paisagens. Seja em áreas elevadas ou montanhosas, todo mundo gosta de caminhar e dar passeios pelas mesmas, de forma relaxada, sem stress, num ambiente com uma grande variedade de cores e aromas.

As vacas leiteiras não pertencem apenas a este quadro rural, mas também contribuem de forma significativa para a preservação das pastagens por meio de sua atividade de pastoreio. No entanto, o pastoreio não se limita à mera manutenção! A sua presença influi no desenvolvimento da flora, em particular porque as suas excreções enriquecem o solo de forma natural e promovem a vida microbiana deste. Sem a presença de vacas leiteiras, estas paisagens poderiam desaparecer, transformando-se gradualmente em florestas. A presença de vacas leiteiras, pelo contrário, possibilita o desenvolvimento de certas variedades de plantas. As pastagens albergam gramíneas, legumes e até plantas de especiarias.
Muitas vezes, este trabalho é complementado pelo homem, que é responsável pela manutenção de sebes, aterros, paredes de pedra ou muros, que servem como um refúgio e fonte de alimento para muitos insetos, pássaros e pequenos animais.
Portanto, a presença das nossas vacas leiteiras nas nossas pastagens foi perpetuada ao longo dos séculos e ainda contribui para o bem-estar de todos.

Produção animal e ecológica

A Suíça é um pasto. Enquanto gostamos de dar um passeio por estas paisagens, as nossas vacas sentem-se em casa aqui. A erva fresca que comem, mas também o feno e outras forragens que o agricultor guardou durante as férias de inverno para alimentar o seu gado, estão perfeitamente adaptadas ao sistema digestivo do gado leiteiro. Este tipo de alimentação também produz um efeito positivo na qualidade do leite, por exemplo, aumentando o teor de ácidos gordos polinsaturados. De acordo com vários estudos, também reduz as emissões de gases de efeito estufa relacionadas à digestão de alimentos no rúmen.

Para a produção de queijo de leite cru, é essencial se abster de qualquer adição de silagem ou ração animal, que é conservada por um processo de fermentação. O pastoreio é a forma natural de alimentar as vacas. Permite que as vacas se movam livremente e sigam o comportamento de manada apropriado para as espécies. Isto melhora tanto a longevidade e como a fertilidade. A maior parte da ração das nossas vacas leiteiras é produzida diretamente na quinta ou na sua vizinhança imediata. Este requisito permite reduzir o transporte e, consequentemente, as emissões de CO2. Um ambiente intacto, portanto, não só representa um benefício para os turistas e visitantes de curto prazo, como também é essencial para a saúde das nossas vacas.

Uma produção socialmente aceitável

A produção responsável está intimamente ligada à utilização eficiente de recursos, seja de água, energia ou, por exemplo, os solos.

A reciclagem de resíduos é outra preocupação que temos. O soro de leite, um subproduto da produção de queijo que pode poluir o meio ambiente, é utilizado há muito tempo na alimentação de suínos. A utilização do soro não oferece apenas vantagens. Outras opções são implementadas, como por exemplo, a produção de biogás ou a criação de rebanhos mistos com vacas leiteiras e gado de corte, este último também recebe soro além da grama.

A utilização eficiente de energia é uma preocupação real para as queijarias. Muitas destas adotaram as conclusões das auditorias energéticas para identificar oportunidades de melhoria. Estas vão desde a substituição de iluminação por LEDs até ao planeamento da substituição de sistemas de água quente até à análise de processos de fabrico. Em alguns casos, são instalados sistemas de recuperação de calor, que garantem o aquecimento da água e servem para o aquecimento de escritórios e / ou áreas de convivência. Estas auditorias possibilitam pequenas alterações rápidas, o que muitas vezes leva a grandes poupanças e, a médio prazo, o planeamento de medidas dispendiosas.

Para produzir um litro de leite, necessita-se de cerca de 10 litros de água. Este montante inclui tanto o consumo de água da vaca (bebe cerca de 50 litros por dia, mais em clima quente e seco), a limpeza da sala de ordenha e dos seus equipamentos e, se necessário, a irrigação das plantas forrageiras. A água (entre 3 e 4 litros por litro de leite) também é necessária durante a produção de queijo, especialmente para a limpeza, o que é essencial por razões de qualidade e higiene. Em particular, o tratamento de águas residuais representa um desafio para as queijarias, já que contém uma grande quantidade de material orgânico que não pode ser simplesmente eliminado nas águas residuais, mas deve ser submetido a vários tratamentos de antemão.

A produção responsável também anda de mãos dadas como respeito pela saúde dos consumidores! Por conseguinte, os fabricantes de queijo suíço comprometem-se a não utilizar aditivos, conservantes, corantes ou intensificadores de sabor.

Produção economicamente viável

A qualidade tem o seu preço! Portanto, as nossas vacas leiteiras têm direito ao melhor atendimento e respeito às suas necessidades. O mesmo aplica-se aos produtores. Produzir leite de alta qualidade, cuidar do gado, garantir reservas suficientes de alimentos de forma quantitativa e qualitativa para o inverno exige um compromisso diário do agricultor, dos seus empregados e da sua família. O reconhecimento deste compromisso reflete-se num preço justo do leite, mas também nos pagamentos diretos, como um sinal de que o compromisso social da comunidade agrícola foi tido em consideração.

Os consumidores influenciarão de forma notável tanto as práticas agrícolas quanto o seu desenvolvimento por meio das suas compras e escolhas alimentares. Ao optar pelo Queijo da Suíça, os consumidores estão a demonstrar solidariedade com a produção de queijo responsável e com menor impacto ambiental nas quintas familiares, o que deve permitir uma compensação justa para o produtor. Em compensação, o consumidor tem a garantia de desfrutar de um queijo saudável, natural e nutritivo.

Por esta razão, somos gratos aos consumidores por aceitarem um preço por vezes mais alto em troca da qualidade impecável e do pagamento justo dos produtores.

0

Cookies no website: O nosso website utiliza cookies para que nós e os nossos parceiros possamos reconhecê-lo e para saber como utiliza o nosso website. Ao utilizar o nosso website, declara estar de acordo com o nosso uso de cookies. Mais informação.